apoia!
Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!
11.10.10

Muito bem,

 

Hoje poderia escrever sobre qualquer coisa, qualquer tema. Podia escrever sobre o que gosto - sentimentos, vivências ou experiências.

Não, hoje decidi partilhar um desafio, que começou á uns meses atrás, e que hoje tornou-se um vicio - Espanhol!

Verdade, adoro!!!Vibro com cada aula, cada palavra aprendida, cada som pronunciado. Propus-me e vou até ao fim.

Ora então partilharei com todos aqueles que perdem alguns minutos a ler os meus disparates um trabalho para a aula de espanhol.

Um texto algures perdido por este blog, transformado - traduzido.

Foi bom experimentar e ver que soa totalmente diferente - que a mensagem chega de forma diferente, sendo as palavras as mesmas.

 

O meu desafio foi cumprido - o vosso?Bom, é tentar adivinhar que texto é este!!!!Arrisquem...

 

Nostalgia

 

El rasgo de motivación, la línea que define el pasado del presente y sirve de enlace para el futuro. ¿Te imaginas sin ese sentimiento? ¿Qué serías tú si no sintieses nostalgia? ¿Irreal? ¿Insensible? Sentimiento irreversible, que conduce a un estado melancólico, a veces metamorfosis entre la realidad y la ilusión.

La nostalgia confunde nuestros corazones, despierta nuestros sentimientos, permite revivir los momentos, recordar las personas inolvidables, lugares imperdibles y experiencias eternas. Recordar quién fuiste, lo que hiciste, con quién estuviste.

La nostalgia impulsa el comportamiento, fomenta  encuentros inhóspitos e inesperados.

“A veces sentía su llegaba, pero no quería. Era algo que yo sabía que iba a suceder, su regreso. Renegué a lo largo de mucho tiempo, pensando ser  capaz de disuadirla. Testaruda, cuál  guerrera sin medo intentó. Volví la espalda. Ella volvió. Sentí miedo.

-      No me temas – dijo ella

-      ¿Qué quieres de mí? Le pregunté.

-      Darte vida, contestó ella con rapidez y seguridad.

En ese momento vacilé, bajé los ojos, le abrí la puerta y la  dejé entrar – era la nostalgia. Me invadió, se apoderó de mí, se hizo cargo de mí. Lloré, sonreí, me emocioné.

Por momentos me di cuenta de que había vivido, que mi vida estaba rodeada de gente tremendamente especial. Supe que cada gesto, cada palabra se registró en el libro de recuerdos.

Y con ese libro tengo la intención de seguir escribiendo mi pasaje, porque un día ella visitará quien conmigo estuve, quien conmigo vivió y darles el maravilloso privilegio de recordar.

Si ella llamar a tu puerta ábrela para que pueda entrar y desfruta de la nostalgia, pues ella te llevará recuerdos míos.

 

 

Até Já

Bu

publicado por vidaebuba às 23:55

17.09.10

Músicas que nos elevam, sentimentos que nos fascinam, momentos que nos marcam.

Palavras ditas, olhares trocados, toques sentidos, gestos não pronunciados. É de pequenas coisas que o nosso corpo se alimenta.
Amar jamais será um erro. Errado é não ter esse sentimento.
Amor? Sentimento nobre, forte,eterno para alguns, volátil para outros...Mais duradouro para uns, tão rápido para outros. Se amas é porque vives, e viver sem amor é habitar num deserto árido.

O amor leva-nos a um estado supremo, eleva a nossa condição de mortais, revigora o nosso espirito, treina o nosso coração.
O amor torna-nos pacientes mas ao mesmo tempo inquietos. Torna-nos fortes mas tão vulneráveis.também nos faz sofrer...muito.
Qual espada afiada, a dor entra de tal forma que ficas incapaz de te mover, sentes que ali acaba tudo.
O tempo passa, vem a recordação, distante.
Voltas a permitir que o amor habite em ti.
Ainda acreditas no amor eterno?Naquele que te faz correr?naquele que te faz vibrar?tremer?naquele amor incondicional?

Um dia acordei e olhei o horizonte.A paz invadiu-me por longos momentos.Senti um toque suave no meu ombro.
- Quem és?Perguntei eu sem olhar.
Era tão boa a sensação que ali permaneci, sem resposta.Sem perceber porquê senti-me pleno, amado, preenchido.
Acordo, sereno.
Ali,diante de mim tinha alguem,real.
Não conhecia, jamais tinha visto.
Apenas me disse:- "Em toda a tua vida amarás e serás amado.Terás dias que acharás que não, mas não duvides do que te digo.
AMA - apenas AMA, não questiones, o amor não se explica, não se define.Apenas sente-se e vive-se."

Desde então sigo o conselho. Queres experimentar?

publicado por vidaebuba às 23:42

08.09.10

Muito do que eu fui já não sou eu, muito do que eu tive já não é meu.

Corro atrás de um sonho que ainda não apareceu.Escrevo linhas que ainda ninguém leu.

Sinto que o mundo pode ser meu, acordo e julgo poder comprá-lo, como se de um objecto se tratasse.

Levanto-me e acredito. Acredito em palavras ditas, em olhares trocados. Acredito em promessas, em lembranças.

Acredito no bem, no que podemos fazer pelo bem, no que o bem pode fazer por nós, naquilo que de bom nos acontece e nas coisas boas da vida. Imagino o bem, personifico-o. Como poderia ser o bem? Encantador, amável, sensivel, generoso, benevolente e compreensivo.

Mas lamentavelmente sou confrontado com a dura e cruel realidade, totalmente inversa ao bem que personifiquei, a realidade traz até mim pessoas cruéis, más, invejosas e traiçoeiras. Como pode alguém viver com o mal? Como pode alguém respirar sentindo inveja?

Como pode alguém acreditar que triunfará usando os outros como arma?

 

Continuo pelo sonho, vagueio e encontro-me. A realização invade-me, transpiro força, vontade. Sinto que a corrida vai começar.

Preparo-me, rodeio-me do necessário para a corrida, sei que vai ser longa, que me vai desgastar. Mas que feliz fico ao pensar nisso! Esboço um sorriso, a visão fica turva, caem-me lágrimas. É  o sonho a comandar-me...ele vive em mim e eu vivo para ele.

Ao levantar penso no sonho, na rua um objecto lembra-me o sonho, ao olhar para o céu o sonho torna-se mais real, ao estar sozinho o sonho torna-se ainda mais presente, qual cheiro empregnado em mim. Não me conheceria, não me identificaria com a vida se não vivesse com o sonho.Temo não o poder sentir mais de perto, temo não vê-lo, no entanto estou rodeado de esperança, força, garra. Vou correr pelo sonho,trabalhar pelo sonho, deixar de dormir pelo sonho, seguir em frente - estou preparado.

Mesmo quando penso que tudo não passa de uma simples ilusão, mesmo quando tudo parece uma simples sensação, mesmo aí eu sinto algo forte que me diz: -"Continua, estás no bom caminho". E sorrio!Agradeço e continuo a caminhada.

Como em qualquer caminhada vou encontrar obstáculos, pedras pequenas, pedras grandes, vou apanhar muita chuva e frio, que me deixarão mais parado, menos forte, mais vulnerável.Vou sentir fome que me vai fazer vacilar, olhar para o lado. Encontrarei quem me queira distrair para me passar à frente.Vou cair, terei de parar. Mas a seguir levanto-me com mais força. Vou tropeçar e enganar-me no caminho. Nesse momento vou admitir que errei, volto para trás, olho o mapa e corrijo o caminho. Vou sentir-me cansado e com vontade de desistir, vou achar que não faz sentido a caminhada, que é um percurso muito longo para mim. Vou olhar para o céu. Ele vai inspirar-me, trazer-me de volta o sonho e seguirei. Chegarei ao fim? Não sei. Mas tenho a certeza de que farei tudo para lá chegar. Com a ousadia que me caracteriza arriscarei tudo, e com esse tudo vou lá chegar, eu sei que sim!

O presente á chegada? O sonho! Ele estará lá á minha espera.

Nesse dia será a concretização de uma vontade, o fecho de uma luta, o fim de um capitulo. O inicio de uma etapa única, de uma vida nova. É tão real para mim que o sinto.

 

Sonho, estive a falar de um sonho. Não tenho muitos. Nunca tive. Fui sempre rodeado de objectivos. Ao alcançar um já estava a pensar no próximo. Isto é diferente. É um sonho. Já sentiram essa força?

Não tenho mais nada a desejar para além do sonho. Sim, serei eu, eu realizado. Eu feliz, eu próprio.

Na busca constante da realização revejo-me, na procura da satisfação escuto-me. No sonho revivo-me, experimento-me e ultrapasso-me.

 

Dá-me o sonho.Eu dou-te a vida.

 

 

Até Já

Bu

publicado por vidaebuba às 20:41

29.08.10

Saudade:

 

O traço inspirador, a linha que define o passado do presente e estabelece a ligação para o futuro.Imaginas-te sem este sentimento?

Que serias sem não sentisses saudade?Irreal?Insensivel?Sentimento irreversivel, que conduz a um estado melancólico, por vezes a metamorfose entre a realidade e a ilusão.

A saudade confunde os nossos corações, remexe nos nossos sentimentos, permite reviver momentos únicos, relembrar pessoas inesqueciveis,

lugares imperdiveis e vivências eternas.Permite lembrar quem foste, o que fizeste, com quem estiveste.

A saudade impulsiona comportamentos, fomenta encontros inóspitos, inesperados.

 

" Por momentos senti que ela chegava, não queria. Era algo que sabia que iria acontecer - a sua vinda. Reneguei por muito tempo julgando ser capaz de a demover. Teimosa, qual guerreira destemida, tentou.Virei costas.Voltou.Senti medo.- Não me temas - disse ela.- Que pretendes de mim? Perguntei eu.- Dar-te vida, respondeu ela rápida e segura.

 

Naquele instante vacilei, baixei os olhos, abri-lhe a porta e deixei-a entrar - era a SAUDADE.Invadiu-me, apoderou-se, tomou conta do meu ser.Chorei, ri, emocionei-me.

Por instantes percebi que outrora havia vivido, que a minha existência foi rodeada de pessoas tremendamente especiais.Soube que cada gesto, cada palavra ficou registada no livro das recordações.

E com esse livro tenciono continuar a escrever a minha passagem, porque um dia ela visitará quem comigo privou, quem comigo viveu e lhes dará o maravilhoso privilégio de recordar.

Se ela te bater à porta permite que entre e desfruta da saudade, pois ela te levará recordações de mim.

 

 

 

Até Já

Bu

publicado por vidaebuba às 23:58

17.05.10

Bu inaugura o seu novo espaço - Consultório (quase) médico.

Aqui vão ser apresentadas doenças, algumas curáveis outras nem por isso...

Também se falarão de doenças que não existem, outras descobertas á muitos anos...

Ou seja, basicamente não é para ligar nenhuma ao que aqui vai ser dito ok?

 

Inaugura este espaço um doença triste, com nome de gelado.

"Por favor, queria um gelado com 2 sabores: Este aqui de Fregoli, sim sim, este aqui.Ah, e pode ser de chocolate também..."

Soa bem não soa?Ahhh, esta idéia é minha!!!Nada de imitar este sabor..

 

Delírio de Fregoli

 


O oposto do delírio de Capgras. Uma pessoa com esta desordem acredita que um completo estranho é, na realidade, um conhecido próximo que mudou de aparência ou está disfarçado.

 

Epah, isto é uma farça...é claro que isto não é doença nenhuma. Oh, só inventam.

Quer dizer, conheço a Heidi Klum. Sou doente? É assim, se dissesse que conhecia a Ana Malhoa até compreendo. Nem me importava de ter uma consulta, a sério. Agora a Heidi é mesmo minha conhecida. O tio dela é meu primo. Somos familia praticamente. Isto é ser doente?

Malta, please!

 

 

Inventem doenças a sério!

 

 

 

Até Já

Bu

publicado por vidaebuba às 23:09

Sinto-me invadido por receios, dúvidas, esquemas maléficos. Tudo para me atingir.

Peço ajuda?Corro?Decidi baixar os braços. Caminho pelo infinito, e tanto eu peço para que tenha um fim.

Desapareço.

 

Começa a viagem pelo mundo das recordações, dos sonhos outrora longinquos, cada vez mais proximos e reais.

E a cada segundo daqueles instantes fui feliz, o sangue que me corria pelas veias era puro, suave e leve.

Hoje?Hoje carrego o peso da vida, a frustação de emoções perdidas, de momentos passados, palavras não ditas e dos sorrisos deixados.

Que ganhaste tu com isto?Mais poder?Mais contentamento?Creio que a fatalidade nos cruzou, mero encontro informal, rápido e banal.

Nada mais nos une que umas quantas palavras, poucos olhares. Que pretendes?Ser rei disto? Desiste da batalha, és soldado morto. A inexperiência torna-te vulnerável, tão volátil quanto fraco. E o desespero faz de ti perdedor nato. Sentes medo, eu sei que sim.

Aparece, não te escondas por detrás dessa cortina - consigo ver-te mesmo assim.

A minha viagem vai continuar, a luta pelo infinitamente consolador, pelo extraordinário e pelo gracioso.

Fujo das emoções, até quando?

 

 

publicado por vidaebuba às 22:44

06.05.10

Caminho por entre ruas estreitas, perdido e sem direcção, avizinha-se a confusão. Percorro confiante os trilhos que me levarão a um estado de conforto fisico. Pelo caminho? Vou apanhando as pedras, e serão as mais improvaveis que chegarão comigo ao destino.

Bu aprecia as coisas mais simples da vida, aquelas que sem sabermos dão mais significado à nossa vida, que enaltecem a nossa existência e engrandecem o nosso ser.

 

Sem saber bem porquê dou por mim a pensar que algo tão simples, como a nossa amizade, é tão vital para o meu percurso.

Agradeço a nossa grande amizade, a tua paciência, as tuas palavras de conforto.

Agradeço as nossas risadas, as nossas aventuras e desvaneios juntos!Agradeço os conselhos, as palavras não ditas e os olhares que partilhaste comigo.

Obrigado pelas fotos que tiramos, pelos jantares que tivemos, pelas coisas que me deste.

Juntos tivemos momentos inesqueciveis, trocamos preocupações e vivemos! Dançamos!Sorrimos e conversamos...muito!

Juntos comemoramos a nossa amizade, juntos fomos de fim de semana. Naqueles dias sentimos a verdadeira amizade, dom apenas possivel de criaturas inteligentemente desenhadas.

Obrigado por me ligares tantas vezes, muitas das quais sem retorno imediato. Obrigado por conseguires ultrapassar um mau feitio intrinseco e quase surreal. Obrigado por nunca questionares actos quase inesperados. Obrigado!

Anseio o que ainda falta vir, o que ainda passaremos juntos.

Aguarda-te uma grande etapa, um desafio colocado aos mais audazes e corajosos. Espero estar ao teu lado em todos os momentos que virão.

Partilhar publicamente a felicidade que senti naquele dia é um dever meu. Sim, aquele dia em que me convidaram para um almoço, aquele reencontro de amigos tão esperado e desejado. Esperava eu por tamanha surpresa?JAMAIS!Esperava eu ser digno de tão belo convite?NÃO!

De repente, no meio de tanta alegria e diversão surge a pergunta: "Queres ser meu padrinho de casamento?"

Impávido e sereno por fora. Louco e feliz por dentro.

Sem exitações abracei-te e disse "SIM".

Orgulhoso por merecer esse galardão, esse simbolo público da nossa amizade. Guardá-lo-ei no mais precioso cofre que tenho - o meu coração.

 

Bu agradece a tua amizade!Bu admira-te e deseja-te o melhor. Bu gosta muito de ti!

 

Achei-te no caminho que percorria, peguei em ti. Improvável era o cruzamento das nossa vidas. Revelaste-te a pedra que precisava para me sustentar. Ainda hoje percorro caminhos dificeis, sinuosos, por vezes perigosos demais. Caíram muitas pedras, tantas que ficaram pelo caminho.

Tu continuas comigo. Faço questão de te levar até ao fim e usarei de toda a minha força para chegar contigo.

 

Até Já

BU


05.05.10

Ora cá está BU!Pujante, cheio de força.Alucinante, cheio de vida.

Regressa depois de quase 2 meses de ausência...reflexão!Ausência não significa por si só esquecimento, os pensamentos continuam, a vontade permanece e o desejo mantém-se vivo. A força, a garra e preserverança continuam quase intactas, sim quase porque o ritmo alucinante praticamente me fez vacilar!

Epah, e tantas coisas que BU tem para contar, tanta coisa se passou. Peripécias, desastres, encontros, desafios, oportunidades...Recebi noticias fantásticas, boas novas!Recebi beijos, abraços...carinho! Saí com amigos, enviei sms's, atendi chamadas, fui insultado!

Já chorei mas também já ri tanto! Tive decepções...e decepcionei. Mesmo assim mantenho-me igual ao primeiro minuto, respiro a mesma energia e comporto-me tal qual eu sou.

Todo eu sou revestido por sonhos, objectivos, ideiais e vontades. A ânsia de alcançar tudo torna-me desesperadamente inquieto, brutalmente inconstante e ferozmente competitivo!

Nestes últimos dias, semanas até, Bu tem sentido o imenso poder da vida, por se revelar capaz de lutar pelos seus sonhos...e vai conseguir.

A vontade sozinha não realiza actos. Por consequência o desejo também não. São necessários actos, é precisa persistência, revestida de muita luta, humildade e perseverança. Bu vai conseguir!

 

...hoje acordei e apetecia-me viver, senti cada batida do meu coração, cada pulsar, cada piscar de olhos. Senti que a vida tinha invadido o meu corpo e que as minhas veias transbordavam de felicidade. Levantei-me, abri as cortinas e fui invadido por um leve raio de sol, acompanhado de uma suave briza matinal...hum, tão confortante! Deixei-me levar por aquele simples momento, tão refrescante, tão emotivo. A vida, no seu pleno estado natural abraçava-me, como que me presenteando com um esplendoroso "Bom Dia". Sim, era eu que ali estava e que estava a ter o privilégio de saborear aquele momento. Paz. Senti paz. Calma. Inundado de calma. Preocupações. Despojado delas. Partilha. Disposto a dar.

Entreguei-me áquele suave e delicioso momento...ainda o sentem?

Inspiro, sinto o odor macio da natureza, daquele cheiro a montanha. Naquele instante sou transportado para outra dimensão, como de uma viagem se tratasse, curta por sinal. Encontro-me distante...desapareço.

Acordo de um sonho que foi tão real que me fez acreditar. Preparo-me para um dia agitado, mas levo comigo um momento único.

 

 

Até Já

BU

 

 

publicado por vidaebuba às 22:57

09.03.10

Muito me entristece o fim do Sofá Vermelho.Termina um ciclo que para mim foi marcante.

Acabar com um hábito custa...este vai deixar saudades.
Pepper: partilhou algo precioso connosco - a vida!Fica o registo, a história, as vivências, a marca de alguém que passou por cá, alguém que influenciou muitos e entreteu outros tantos.

Fica a memória...para a eternidade.
Muito obrigado!

 


 

Até Já

Bu


 

publicado por vidaebuba às 22:43

Foram horas, dias, muitas semanas, alguns meses de ausência.

Diria que foram tempos de despojamento, de infertilidade, de vazio - de reflexão.

E prova de que o desejo é mais forte, de que a essência está cá dentro, acompanha -me, é que aqui estou, sedento de escrever, de me libertar das ideias, de alimentar a criatividade, de me conhecer mais, de me revelar, de transpor as barreiras da realidade, entrar na fantasia - criá-la...ser a fantasia.

A vida, a agitação,os compromissos, as pessoas, o trabalho, a preguiça, o cansaço.Sim, eles também são culpados, alguém os responsabiliza?Mudarão eles?

Acho mesmo que eu é que o terei de fazer...foi-me dada a mim essa possibilidade de mutação, que me permite transformar no que eu quiser.

Direi eu que é isso que me fascina - a transformação, o lugar onde posso ser tudo, onde posso ser todos, onde faço o que não faria e onde repito o que ja fiz.

Quero dar, porque o posso fazer, quero mudar porque é para mim um dever!

 

Bu está cá, imparável.imperdível.impreciso.inconstante.Bu está vivo!

 

Até Já

Bu


 

tags:
publicado por vidaebuba às 21:37

a vida no seu melhor...ou pior!
mais sobre mim
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


arquivos
2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
actualiza-te
ouve
controla
visitas
subscrever feeds
blogs SAPO