apoia!
Vamos concretizar um sonho! Vota Luís Pingu Monteiro!
21.09.09

Vivemos numa sociedade obcecada por essa palavra: sucesso. Geralmente, por uma interpretação fixa da mesma, ou seja, sucesso é ter: muito dinheiro, um carro topo de gama, uma casa de praia, ter o reconhecimento dos outros pelas tarefas ou trabalhos que desenvolvemos, estar casado com a mulher ou o homem mais bonito, ter filhos que só tiram excelentes notas na escola, etc..

Contudo dou por mim a perguntar se isso é realmente sucesso e chego á conclusão que isso definitivamente não é ter sucesso. Muitas pessoas tem perseguido todas estas coisas como sinónimo de sucesso e, com elas, alcançam hipertensão, enfartes, enxaquecas terríveis, úlceras profundas e uma total desarmonia interna e externa.

Muitas vezes, em conversa com a minha tia Margarida, que pela sua idade já adquiriu alguma experiência de vida, que lhe permite aconselhar de uma forma totalmente inequívoca e segura, chego à conclusão de que tudo na vida é passageiro e de que viver para trabalhar é um completo erro – o correcto seria mesmo trabalhar para viver, o que não acontece hoje em dia...

Ela conta-me uma história que tem tanto de curioso como de sério: a história de um empresário que perseguia o sucesso a qualquer preço, que não tinha tempo para descansar, não tinha tempo para se alimentar de forma saudável, não tinha tempo para fazer coisas prazerosas, não tinha tempo para desfrutar da presença da família, não tinha tempo para construir amizades profundas, não tinha tempo para dedicar-se a si mesmo. De repente, numa das suas viagens "de negócios", começa a sentir uma dor profunda, com vertigens, começa a ter suores intensos. Este homem estava a ter um ataque cardíaco. Começa a pensar rápido, começa a ver a sua vida como um filme. Cada instante da sua "existência" passa à sua frente e, ele percebe, que todas as coisas que ele conquistou até então, encaradas como sucesso não faziam nenhum sentido naquele momento. Estava sozinho, trazia um fato caro, tinha um Rolex no pulso, um computador portátil ao seu lado e conduzia um grande carro, aos poucos, vai parando o carro numa estrada deserta, longe de tudo e de todos até que o carro pára, mas ele não tem forças para usar o seu telemóvel. Apesar de tudo continua consciente e chega à conclusão de que os seus bens, o sucesso que tinha procurado eram um grande equivoco!

Dá um último suspiro e morre.

O que pensaria cada um de nós nesta situação? Arrependeriamo-nos de não ter buscado o sucesso em outros campos?

Obviamente que nunca desejei passar por uma situação destas, mas isto para mim foi, é e será uma grande lição de vida e é nestes padrões que quero alicerçar a minha vida, o meu futuro.

Gostava de terminar a minha vida tendo a plena certeza de que lutei por algo que me fez feliz. Algo que me realizou inteiramente.

Claro que é preciso ter em mente que o sucesso é o que nos deixa satisfeitos, é aquele que nós próprios determinamos e não o sucesso que a maioria acha que é o sucesso, isto é: fama, glória e poder. Eu posso sentir-se muito bem-sucedido levando uma vida pacata, mesmo que aos olhos dos outros possa ser julgado como alguém sem ambições, sem capacidade para grandes riscos!

Temos a necessidade de sentir que o controle das nossas vidas é nosso, ao menos o dos nossos hábitos, já que não podemos ter essa certeza no nosso trabalho, na nossa vida amorosa e familiar. A incerteza de que permaneceremos empregados, ou mantendo o nosso negócio, por exemplo, a incerteza de que nossa relação amorosa continuará, são alguns fatos na nossa vida que nos tiram do prumo e colocam nossa mente a mil rotações por segundo.

Isto foi um pequena nota que nos remete para o lado pessoal da nossa vida, mas que serve para perceber bem que sucesso não é só possível de atingir no trabalho, não é só para os outros verem – sucesso é muito mais do que isso, é nós conhecermo-nos, controlarmo-nos e termos objectivos bem definidos, racionais, reais...

Numa breve pesquisa que fiz sobre a definição de sucesso encontrei uma nota curiosa sobre as várias definições pelo mundo fora:
Num dicionário a palavra sucesso é definida da seguinte forma: "Sucesso do latim SUCCESU, substantivo masculino, que significa: 1. Aquilo que Sucede; 2. Acontecimento, Sucedimento; 3. Resultado, Conclusão; 4. Bom Êxito, Resultado Feliz".

No francês a palavra é SUCCÈS, que significa vitória; no italiano é SUCESO , que significa fato, evento, episódio; no inglês SUCCESS, que significa fortuna, prosperidade; no alemão é a palavra ERFOLG, que é a junção do pronome pessoal "ER" que significa "ele" , com o substantivo "FOLGE", que significa sucessão, sequência, série, continuação, que nos mostra o sucesso como sendo ele uma sucessão, uma consequência, uma série, uma continuação.

Depois de ler bem e meditar em todas estas definições repararei que existem 2 lados: o lado físico (e material) e o lado não palpável mas visto e sentido.

A concepção francesa e inglesa, valorizam mais o "FIM" (vitória, fortuna e prosperidade) do que o "PROCESSO" (sucessão, continuação, etc.), a definição alemã declara como sendo mais importante o desenrolar das coisas do que as suas metas. Ou seja, o sucesso é o meio, o como, e não o objetivo.


Sendo assim, já que o sucesso, nessa interpretação é um meio, um processo, qual seria o objectivo ou a meta a ser atingida? Eu acho que aqui é que está o ponto-chave da questão. O objectivo é viver de uma forma mais prazerosa, afastando o máximo possível a dor.

O ser humano saudável procurará sempre o prazer e desprezará a dor. Ninguém, em plena consciência procurará o sofrimento, a tristeza ou a dor, antes sempre irá trabalhar no sentido de viver alegre e desfrutar de felicidade. Esta é a meta do sucesso ser feliz!!!

Ao ler, encontrei uma definição que se ajusta perfeitamente ao meu modo de pensar, á minha concepção de sucesso, que pertence ao Dr. DEEPAK CHOPRA, Médico Indiano, que diz: "Sucesso na vida poderia ser definido como a expansão contínua da felicidade e a realização progressiva de objectivos compensadores".

 

E não é verdade que temos sido incapazes de dar e receber presentes emocionais, como um simples elogio, uma palavra de carinho, um gesto de amor, um cumprimento solidário. Quantas vezes não aproveitamos a oportunidade para dizer à pessoa que amamos, o quanto ela é importante para nossa vida? Quantas vezes não conseguimos receber o calor fraterno que o outro tenta nos passar? Pode parecer patética esta minha concepção, pode parecer uma utopia, mas a verdade é que é nas pequenas coisas que provamos o que somos e o quanto valemos...

Para resumir tudo isto, diria em 2 palavras que sucesso, para mim é REALIZAÇÃO PESSOAL

 

 

Até Já

Bu

publicado por vidaebuba às 14:00

20.09.09

Hoje tá frioooo, que seca.Mas porquê?É algum castigo que tenho de pagar?

Opah se for ponham-me a ver a Manuela Ferreira Leite todo o dia na tv.Serve?

Ou então carreguem-me nos impostos...aceito tudo isso, menos que me levem o verão.

 

Sou apologista de que o Inverno deveria ser uma semana e mesmo assim seria muito tempo.

Cá para mim deveria ter nascido no Brasil, ou em Ibiza!!!

Dizem-me os que já foram ao Brasil que o calor é fenomenal.

Já os que foram a Ibiza dizem que é um lugar memorável...a noite, a noite...!

E porque o verão está mesmo a terminar e tenho uma enorme vontade de ir a Ibiza deixo como forma de despedida (e também como apelo para me pagarem a viagem!) uma música leve, quente, fulgurosa e com boa vibração: Ibiza for Dreams

 

I want to live in...Ibizaaaaa!

 

 

Até Já

Bu

publicado por vidaebuba às 22:54

Tempos tórridos, vividos com intensidade e total loucura.

Tempos mágicos, dificeis, obscuros e sem qualquer sentido.Será mesmo que valeu a pena?

Loucura gélida, fria e irreverente essa que me invadiu o corpo, a alma e o sangue, que me fez vibrar e que vai permanecer na minha memória para sempre.

Todo eu sou construido de sentimentos simples, sumptuosos, ás vezes severos e sarcásticos, mas que posso fazer eu? Diz-me o que posso fazer para torná-los melhores?Sim, singelos e sorridentes.

Se tão somente alguém ouvisse os meus gritos...não, ninguem ouve ou está interessado em tal coisa.

Corro agitado...ao fundo vejo um rosto triste, pesaroso e inquieto.Corro mais rápido, quero ajudar mas sinto-me incapaz de o fazer, sinto que não estou á altura de tal gesto. Porquê?

Serei indigno? Serei culpado? Serei cúmplice? Actos insconcientes levam a decisões tremendamente indiscipinadas, e eu que tantas lições tive – e de nada serviram.

Afinal serei igual a tantos outros? Temo a banalidade, o badalar das horas em momentos vazios, temo a incerteza e o escuro. Terei quem me salve?

Corri, corri e cheguei...afinal o rosto nada mais era do que a minha sombra. Sento-me.Observo o mar, ondas de vida, de revolta e dor. Entranham-se, envolvem-se, rodopiam. Voltam á sua origem. Serei assim? Serei inconstante como á agua?

Volto a olhar, agora de maneira diferente.Olhos amargos, vividos e sofridos.Sorrio.Solta-se uma lágrima.Saudade.Recordo tempos passados de alegria, vivencias enriquecedoras, vida outrora respirada por alguém quase consciente da sua tarefa, da sua missão e do seu lugar nesta selva, quadro pintado em tons de vermelho e castanho, em que uma pincelada altera o rumo e o significado da obra.

Levanto-me, suspiro.Sigo a minha caminhada.Gente passa ao meu redor.Mas que diria eu?Que pensarias tu se me visses?Doce lugar, sereno e distante esse para onde eu queria tanto ir.

Ninguém olha, todos estao distantes – eu sinto, não precisas dizer.

Tempo totalmente transparente, treinado para te levar por densas trivialidades, sobre subtis brisas de calma. Tempo intemporal, que me leva e consome, que me invade e me seduz.

Quero-te tempo, quero-te mais e mais, quero que me leves por caminhos pouco percorridos para que possa descobrir, criar e ter sensações nunca antes sentidas.

Páro, ouço leves ruidos, semelhantes a burburinhos. Olho em volta, mas não vejo ninguem. Será a minha imaginação? Não, eu ouço, cada vez mais nitido.Alguem está a chamar por mim.

Escuto atentamente, é o pensamento interno, a pessoa controladora do nosso ser. Tinha saudades de a escutar. Deslumbrado absorvo cada palavra, envolvo-me naquele manto de sabedoria, outrora aproveitada por mim. Revigorado por palavras tão encorajadoras sigo a minha viajem pelo tempo.

Cada passo dado parece ser uma caminhada infinita, cada palavra deixada parece ficar ocasionalmente perdida.

Solta-te, deixa que a imaginação te leve por caminhos infindáveis, ruas suaves e apeteciveis, sem que abrandes a velocidade, pois essa permitirá que voes!

 

Até Já

Bu

 

publicado por vidaebuba às 05:29

“Nenhum som, nenhum gesto, nenhuma palavra dela, destoou dessa
raríssima imagem de alguém que parece mover-se pela intuição do amor à
música (…). Tudo em Buika parece, ainda, num estado de pureza extremo
(pureza que nada tem a ver com ingenuidade, pelo contrário), o que tanto
nos faz ver nela uma criança como uma mulher sem idade. Que canta com
alma mas também com cada nervo, cada músculo, com todo o corpo.”
in
Publico / Nuno Pacheco 18.12.2008


Buika é sem sombra de dúvida um daqueles casos de paixão à primeira audição!

Mi Niña Lola do seu álbum homónimo serviu de cartão de visita nas rádios
portuguesas, levantando a pertinente questão “ de onde vem esta voz?”.
Esta mulher, com ganas de cantora vem de Palma de Maiorca, tem raízes na Guiné Equatorial e cresceu no seio de famílias ciganas - conseguem vislumbrar algo semelhante?

Niña de Fuego é de resto o nome do mais recente trabalho de Buika, já considerado um dos melhores do ano por várias publicações internacionais.

Uma das maiores vozes dos nossos dias.
 

Para não ficarem com dúvidas escutem...

 

 

Até já

Bu

tags: ,
publicado por vidaebuba às 05:15

Sim, é para ti, não te espantes

Não estranhes, olha sem medo

segue o coração, nada será com antes

 

Vê, sente

cada palavra, cada gesto, cada toque

é para ti, sem restrições

sem condições

 

Vi-te, apreciei-te, que beleza especial

quando me aproximei senti

que nada em ti via o mal

 

Hoje não tenho mais medo, afinal que tenho eu a perder?

E que ganharei com tudo senão paz,? alivio talvez.

Tornaste-te um vicio, um desejo e uma vontade

não posso mudar isso, nem o quero fazer.

Se te vou conquistar?Pergunta ao tempo

Se te vou amar?Pergunta ao meu coração

A certeza de te ter invade-me,

E porque tudo exige luta, eu vou lutar

E porque tudo é vida, eu vou amar

 

Sim, é para ti

podes não gostar, podes mesmo desprezar

a missão está cumprida

passei a mensagem, dei o sinal

e se achares que sou o tal

estou aqui

cada gesto, cada pensamento é teu

é para ti

a emoção do momento, o arrepio

que o sentimento me deixa

 

Quero conhecer-te, surpreender-te

Deixa-me entrar no teu mundo

e juntos caminharemos, quem sabe até construiremos

o nosso mundo

 

é para ti:

 

 

Até Já

Bu

publicado por vidaebuba às 05:00

15.09.09

PERDA....

 

 

Até Sempre

Bu

 

publicado por vidaebuba às 23:58

08.09.09

VEM

 

Vem

com todo o teu folgor

com toda a tua vida

com todos os sentidos

com todo o teu amor

 

Traz

toda a tua vida, cheia de luz

toda a tua alma

toda a tua sabedoria

que sabes que te conduz

 

Vem

alimenta o espirito

enriquece o espaço

aumenta o som

acolhe-me com o teu abraço

 

Vem rápido, corre

chega depressa, o tempo morre

morre por ti, acaba sem ti

nasce por ti

vibra contigo

 

Traz

esse sorriso, essa alegria

todos precisam dela

e só ela contagia, irradia

calma, paz

 

Vem

com a leveza do teu ser

que imana paixão

daquilo que o Homem precisa ter

esta cheio o teu coração

 

Vem

pode ser que nos encontremos

ou até que te vá buscar

não sei por onde iremos

talvez para onde a vida nos levar

 

Traz

as recordações, emoções vividas

imagens alegres, conversas sentidas

cores inebriantes, aromas intensos

palavras agradáveis, gestos imensos

 

Vem

o teu regresso está próximo

está perto eu sinto-o

e cada passo que dás revelas a vontade

mostras a verdade

de que o lugar certo é aqui

 

Até Já

BU

 

 

publicado por vidaebuba às 23:49

04.09.09

Pois é, depois de uns dias de ausência (justificadas com uma ligeira recaída fisica, que já foi ultrapassada!) retomo as lides deste meu riquinho blog com mais uma video.

Ultimamente o meu lado musical tem falado mais alto e numa das minhas inúmeras viagens pelo youtube descobri este video simplesmente...talentoso!

Partilho convosco uma actuação, que de casting e de amador tem muito pouco.

O cantor tem pelo nome de Danyl Johnson.

Apreciem e divirtam-se!

 

Até Já

Bu

 

 

 

 

tags:
publicado por vidaebuba às 00:47

a vida no seu melhor...ou pior!
mais sobre mim
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18
19

22
23
24
25
26

27
28
29
30


arquivos
2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
actualiza-te
ouve
controla
visitas
subscrever feeds
blogs SAPO